O Papel Dinamizador dos Eventos no Turismo em Meio Rural em foco na ESAC

Sob organização da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) e no âmbito da Unidade Curricular de Organização de Eventos da Licenciatura de Turismo em Espaços Rurais e Naturais, realizou-se no passado dia 14 de janeiro, das 10h00 às 11h30, via plataforma Zoom, o Webinar “O Papel Dinamizador dos Eventos no Turismo em Meio Rural: Que Desafios?”.
Olga Cavaleiro, Presidente da Federação das Confrarias Gastronómicas de Portugal e Presidente da Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal, Elsa Ramos, Docente do Instituto Politécnico da Guarda e Especialista em Turismo e Lazer e Lars Schäfer, CEO da Glamping Advisors foram os oradores convidados para abordagem das temáticas “A gastronomia como marca de um território”, “A importância das Tradições Populares e Eventos festivos no Turismo em espaços rurais e naturais” e “O Glamping como contributo de experiências únicas no Turismo em espaços rurais e naturais”, respetivamente.
Na sua apresentação, Olga Cavaleiro referiu -se à Gastronomia como património intangível e que “nos conforta”, sendo a expressão de um povo e um território. “Há que gostar do que foi o passado que deu origem à nossa Gastronomia”, numa perspetiva de “coesão nacional gastronómica, respeitando os sabores de cada região” e “ir procurar o receituário original a nível geográfico, económico e cultural dos produtos, a fim de combater o desaparecimento de inúmeros produtos ou receitas no nosso país”, aludiu. Cabe a todos os stakeholders de cada território olhar para a Gastronomia Nacional como um produto turístico abrangente, defendeu também. 
Já Elsa Ramos falou sobre a importância dos eventos festivos e das tradições populares em meio rural, nos territórios de baixa densidade, como fator dinamizador e multiplicador da economia local. Nas suas palavras, estes eventos contribuem para a marca identitária e conservação da memória coletiva de um povo, a nível gastronómico, artesanato, eventos religiosos e pagãos, e ajudam a contrariar a “sazonalidade destes territórios de Interior”.
Lars Schäfer, por seu lado, fez uma apresentação com enfoque na experiência de alojamento Glamping em espaços rurais e naturais, que oferece ao turista a oportunidade de dormir confortavelmente no meio da natureza. Trata-se, afirmou, de “um turismo que foge das cidades” e que contribui para a sustentabilidade, o cuidar da terra, criando experiências únicas, autênticas para o turista, num ambiente de novo luxo: o de “back to basics”.

Secção: Null

Publicado: 19 de Janeiro de 2021 | 18:19h

Escola Superior Agrária de Coimbra