Cursos > Pós Graduações > Empreendedorismo Ambiental >

Empreendedorismo Ambiental

O curso de Pós-Graduação em Empreendedorismo Ambiental tem por objectivo promover ideias de negócio inovadoras na área do Ambiente e promover o seu desenvolvimento até atingirem a fase operacional, através de:
1 – Apoio ao desenvolvimento de ideias inovadoras.
2 – Elaboração de planos de negócio de forma a reduzir os riscos de investimento e estabelecimento de um “roadmap” para a concretização da ideia.
3 – Conhecimento dos programas de financiamento na área do Ambiente e preparação de uma candidatura ao programa mais adequado à ideia de negócio.
4 – Formação específica em áreas chave da gestão empresarial.
5 – Análise de casos reais de sucesso na área do empreendedorismo ambiental.
Desta forma, o curso de Pós-Graduação em Empreendedorismo Ambiental procura de forma indelével contribuir para o rejuvenescimento do tecido empresarial da Região Centro, ao desenvolver negócios conducentes a um desenvolvimento mais sustentável, e ao crescimento económico, uma prioridade no actual contexto nacional.

 

Curso de Pós-graduação em Empreendedorismo Ambiental, a iniciar no ano lectivo

1. O Instituto Politécnico de Coimbra, através da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC), que ministra o curso a ele conducente, confere o diploma de Pós-Graduação em Empreendedorismo Ambiental.

2. A Pós-Graduação em Empreendedorismo Ambiental está organizada num semestre lectivo, correspondente a um total de 30 créditos, de acordo com o plano de estudos anexo.

3. O número de vagas colocadas a concurso para ingresso no presente Curso de Pós-Graduação é de 20, sendo que o seu funcionamento dependerá de um número mínimo de 5 alunos.

4. Podem candidatar-se ao curso de Pós-Graduação:

a)     Os titulares do grau de licenciado, ou equivalente legal, de cursos na área das Ciências do Ambiente, Ciências Agrárias ou áreas afins;

b)    Os titulares de um grau académico superior estrangeiro numa das áreas referidas em a), ou equivalente legal, conferido como sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;

c)     Os titulares de um grau académico superior nacional ou estrangeiro, nas áreas referidas em a), que seja reconhecido pelo Conselho Técnico-Científico como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado;

d)    Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Técnico-Científico.